Vacina e proteção de dados nas empresas: como agir?

Vacina e proteção de dados nas empresas: como agir?

Ter colaboradores vacinados significa mais segurança para trabalhar em conjunto, mas como fica o registro e armazenamento de dados nessa situação? Entenda a relação entre vacina e proteção de dados nas empresas!

É de toda compreensão que as empresas queiram proteger seus funcionários e consequentemente o funcionamento do negócio, mas é preciso lembrar que se trata de uma coleta de dados sensíveis e que exige muito cuidado para não infringir os princípios da Lei Geral de Proteção de Dados.

Ou seja, o registro de status de vacinação de colaboradores deve ser cauteloso e de acordo com as normas da LGPD, que já está aplicando multas e penalidades.

Mas, fique tranquilo, durante este texto, você acompanhará algumas dicas sobre cuidados essenciais na hora da coleta de dados sobre vacinação nas empresas.

Antes de tudo, que tal ver algumas dicas sobre a volta ao escritório e as tendências para o futuro do mercado de trabalho? Clique aqui e veja nosso texto sobre o tema!

O que são dados sensíveis?

Se você acompanha o SBC Insights, sabe que a LGPD protege dados pessoais como um todo e não necessariamente informações contidas em documentos.

Os dados sensíveis são aqueles que se diferem dos dados pessoais de identificação, como nome, CPF, RG, CEP, idade, endereço, data de nascimento, dentre outros.

Ou seja, alguns dados que podem revelar características físicas, religião, opinião política, orientação sexual, ou qualquer outra informação que abra possibilidades para uma pessoa sofrer qualquer tipo de discriminação, devem ser protegidos com cuidados especiais, pois possuem relação com a liberdade fundamental e os direitos de um indivíduo. 

Estes são os chamados dados sensíveis.

Veja mais sobre os dados que são considerados sensíveis, de acordo com a LGPD:

Abaixo, você pode ver uma lista com os dados sensíveis definidos no artigo 5º da LGPD.

  • dado pessoal sobre origem racial ou étnica;
  • convicção religiosa;
  • opinião política;
  • filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político;
  • dado referente à saúde ou à vida sexual;
  • dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma pessoa natural.

Qual a relação entre a vacina e os dados sensíveis?

A verdade é que a coleta e proteção de dados sobre vacinas nas empresas está gerando muita discussão e um dos motivos é exatamente esse: proteção de dados sensíveis.

Por que? É simples, muitos colaboradores estão se sentindo desconfortáveis em fornecer algumas informações sobre a vacinação, como por exemplo, a data da vacinação.

Afinal, a maioria das cidades optou pela seguinte ordem de vacinação:

Primeiramente os idosos, logo em seguida pessoas imunossuprimidas (com comorbidades).

O chamado grupo de risco. Após isso, seguiu-se a ordem de idade decrescente.

O que acontece é que ao informar a data da vacina, logo, o colaborador precisa informar o motivo da vacinação ter sido feita junto de tal grupo.

Essa situação pode facilmente gerar constrangimento.

Claro, estamos citando apenas um exemplo de situação que gera desconforto para alguns, existem muitos outros, cada um com sua particularidade.

Por isso, é tão importante seguir as normas da LGPD para coleta e registro sobre vacina e proteção de dados nas empresas.

LGPD: cuidados para coleta e registro de dados sobre vacinação nas empresas

Os especialistas do SBC Law separaram algumas dicas essenciais para você seguir na sua empresa e não ter problemas com a LGPD e o registro de dados sobre vacina e proteção de dados. Confira:

  • Justificar registro de quem tomou a vacina;
  • Manter a transparência nas informações com os colaboradores;
  • Garantir que exista compreensão sobre o motivo da coleta desses dados;
  • Registrar informações com precisão e segurança;
  • Respeitar a confidencialidade.

E caso você ainda não tenha compreendido muito bem como a LGPD funciona, vamos recordar brevemente, assim as chances de cometer erros ficam ainda menores!

Como a LGPD funciona?

A Lei Geral de Proteção de Dados é um conjunto de normas que devem ser seguidas para coletar, armazenar e compartilhar dados.

O intuito é garantir a segurança de usuários e empresas, por isso, precisa ser respeitada por todos.

Caso você nunca tenha reparado, a coleta de dados não está presente somente no ambiente digital, ou seja, todas as empresas devem se adaptar.

Saiba mais sobre o funcionamento da LGPD clicando aqui.

A LGPD já está aplicando multas?

Sim! A LGPS já iniciou a aplicação de multas e penalidades, por isso, a atenção deve ser redobrada.

Desde o início de agosto, as sanções da LGPD estão sendo motivo de preocupação entre as empresas, afinal, quem não se adaptou antes do prazo, agora está correndo para não se prejudicar.

Clique aqui e veja como a LGPD pode contribuir para sua empresa.

As multas podem chegar à 2% do faturamento da empresa e até mesmo bloqueio e suspensão das atividades relacionadas com o tratamento e armazenamento de dados.

Mas, fique calmo, esse tipo de penalidade é aplicada somente em casos gravíssimos.

Ainda não implementou a LGPD na sua empresa? Um bom início é adotar medidas básicas de segurança e proteção de dados e se adaptar aos poucos.

Veja aqui um passo a passo para iniciar a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados na sua empresa!

Quanto mais a adaptação às normas for adiada, mais a sua empresa estará exposta à riscos desnecessários.

Gostou de saber sobre esse a vacina e proteção de dados nas empresas? O SBC Law gosta de manter você informado e ajudar a manter a segurança e estabilidade do seu negócio, por isso, você sempre vai encontrar dicas excelentes aqui no SBC Insights!

Compartilhe:

Veja também:

Receba conteúdos atualizados

SÃO PAULO

Al. Rio Negro, 500 – Torre A – 17º andar
CEP 06454-000 – Alphaville – Barueri – SP

+55 11 3254-6999

Política de Privacidade - SBC Law Advogados © 2021 - Todos os direitos reservados